Oncologista baiana é a primeira brasileira na diretoria internacional da Asco

2 Min Read

A oncologista baiana, Clarissa Mathias, se tornou a primeira brasileira a compor o corpo diretor como membro internacional da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco). A doutora da Oncoclínicas e pesquisadora do Instituto Oncoclínicas, vai contribuir no cargo por quatro anos. O processo para a elegibilidade inclui a indicação dos membros da Asco, juntamente a uma votação interna. “É um orgulho imenso ser eleita parte do corpo diretor da principal entidade global da especialidade de oncologia clínica. A Asco é uma organização fascinante, que se dedica no avanço das fronteiras da inovação e investigação, proporcionando um olhar direcionado ao paciente e influenciando médicos do mundo inteiro. Me sinto honrada em fazer parte dessa história”, comenta a oncologista.

Clarissa é ativa na luta pela equidade de acesso ao diagnóstico e terapias no controle do câncer. Com isso, somando importantes contribuições para os setores público e privado de saúde. Dentre eles, foi presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (Sboc), Presidente do Grupo Brasileiro de Oncologia Torácica (GBOT), e Presidente do Comitê Internacional da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco). Além disso, atualmente, compões o Comitê de Mulheres para Oncologia da Sociedade Europeia de Oncologia Médica (Esmo). Por fim, é organizadora do livro “Encontros Ecumênicos – Amor e gratidão na arte de compartilhar”, da Editora DOC.

anotabahia oncologista baiana e primeira brasileira na diretoria internacional da asco a oncologista brasileira clarissa mathias cr dito fl vio santana 683x10241 1
Oncologista baiana Clarissa Mathias. Foto: Flávio Santana.

fonte: Anota Bahia

Share This Article

Conteúdo protegido!