Competição vai de 13 de junho a 10 de julho

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga disse nesta segunda-feira (7) que o protocolo de segurança sanitária para Copa América incluirá testes moleculares de covid-19 nos atletas a cada 48 horas. O Brasil atendeu a um pedido da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para receber o torneio. A competição terá início no dia 13 de junho e vai até 10 de julho.

A organização do torneio vai se locomover entre as quatro cidades-sede (Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro) por meio de voos fretados. Os membros das equipes ficarão em quartos individuais em andar isolado de hotéis e terão restrição a circulação fora dos estabelecimentos.

“Não há nenhum óbice legal ou sanitário para que esse evento possa ser realizado no Brasil”, afirmou o ministro. Queiroga reiterou que o país já tem realizado com segurança sanitária outras competições esportivas, como jogos da Copa Libertadores, da Copa Sul Americana, o Campeonato Brasileiro e os campeonatos estaduais.

O torneio terá 10 equipes, que poderão contar com até 65 pessoas. Ao todo, serão realizadas 28 partidas. De acordo com ministro da Saúde, todos os atletas têm seguro-saúde e, caso tenham necessidade de atendimento hospitalar, serão encaminhados para a rede privada. Os exames para detecção de covid-19 não serão realizados pelo SUS.

Queiroga afirmou ainda que não haverá esquema de vacinação exclusiva para os atletas que participarão da Copa América.

“Se vacinar os atletas nesse momento, eles não teriam a imunidade no momento do campeonato”, afirmou. “Não é uma imposição a questão da vacina. Os que estiverem vacinados, melhor, mas não se fará um esforço para vaciná-los agora porque a vacina poderia dar uma reação que poderia inviabilizar a participação [no torneio]”, acrescentou.

Desistências

As sedes originais do torneio eram Colômbia e Argentina. Os colombianos desistiram devido à grave crise social que tomou conta do país. Posteriormente, o governo argentino também desistiu do evento por causa da piora da pandemia no país. Com aproximadamente 45 milhões de habitantes, a Argentina registrou mais de 3,6 milhões de casos da doença e 76 mil mortes causadas pelo vírus.

Fonte: Agência Brasil

Robson Conceição começa melhor, mas perde disputa pelo título

O boxeador baiano Robson Conceição foi derrotado pela primeira vez na carreira e adiou o sonho de conquistar um título mundial em luta nesta

Skate street: Rayssa ganha etapa no Mundial nos EUA

Medalhista de prata na Olimpíada de Tóquio, Rayssa Leal, de apenas 13 anos, não para de crescer. A maranhense conquistou, ontem, o título da

Hebert Conceição pede recepção sem aglomeração: "Bora 'Baêa'

Após conquistar o ouro em Tóquio, Hebert Conceição fez agradecimentos, bem como aos familiares e amigos, do Comitê Olímpico do Brasil e não

Ouro: Brasil bate Espanha e é bicampeão olímpico no futebol

O Brasil venceu a Espanha na prorrogação e sagrou-se bicammpeão olimíco no futebol masculino pela segunda vez seguida, na Olimpíada de

Rebeca Andrade conquista a medalha de ouro para o Brasil no salto

A brasileira Rebeca Andrade conquistou a medalha de ouro no salto da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 neste domingo, 1º.

Nos pênaltis, Brasil perde para o Canadá e sonho do ouro olímpico

Teve fim o sonho da primeira medalha de ouro olímpica para o futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio. Após um jogo tenso, disputado e que

Ítalo Ferreira conquista o primeiro ouro da história do surfe

O brasileiro Ítalo Ferreira conquistou a primeira medalha de ouro da história do surfe nas Olimpíada, ao derrotar o japonês Kanoa Igarashi na

Fla bate Chape de virada e volta a vencer no Brasileiro

Renato Gaúcho acompanhou a vitória por 2 a 1 das tribunas Com o novo técnico, Renato Gaúcho, acompanhando das tribunas do Maracanã, o

Seleção masculina de handebol é onvocada para Tóquio 2020

Estreia do Brasil será contra Noruega, em 24 de julho, às 21h A seleção brasileira masculina de handebol vai à Olimpíada de Tóquio

Com gol de Paquetá, Brasil vence Peru e vai à final da Copa

A Seleção Brasileira está na final. Na noite desta segunda-feira, 5, a Canarinho triunfou sobre o Peru pelo placar mínimo, no estádio Nilton

Nossos Apoiadores: