Cacau baiano disputa título de melhor amêndoa do mundo em Amsterdã

2 Min Read

O dia 8 de fevereiro pode ser especial para o produtor baiano Luciano Lima, que está concorrendo ao título de melhor amêndoa de cacau produzida no mundo no Cacao of Excellence, o ‘oscar do chocolate’. O evento acontece em Amsterdã, na Holanda, e tem três brasileiros entre os concorrentes.

A Bahia tem cerca de 439 mil hectares de cacau plantados no sul do estado, local onde fica a Fazenda São Sebastião, de propriedade de Luciano, em Ilhéus. Lá, ele cultiva o fruto há quase 40 anos.

Segundo o produtor, este é o segundo ano em que ele participa do concurso nacional, o que o levou a disputar também o prêmio mundial.

A amêndoa do cacau produzida na fazenda foi escolhida como uma das melhores do país para a produção de chocolate.“Ficamos em segundo lugar no concurso nacional com a varietal BN 34”, conta Luciano.

O concurso

O Cacau de Excelência é um prêmio internacional que reconhece os produtores de cacau de alta qualidade. Para participar, os produtores enviam suas amostras de amêndoas para serem avaliadas por um comitê técnico e um júri de especialistas.

“Nós participamos do Cacau de Excelência porque eu acredito que destaca uma das formas de verticalização da produção, no sentido econômico é muito benéfico”, conta o produtor.

Ao todo, 50 materiais de todo o mundo concorrem ao prêmio. Além dos concorrentes de fora do país, o baiano disputa com os produtores Miriam Aparecida e Robson Brogni, ambos do Pará.

Share This Article