Abate de bovinos na Bahia cresce 19% em 2023

2 Min Read

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2023, o abate bovino na Bahia cresceu pelo segundo ano consecutivo. Foram abatidos, no estado, 1.218.363 animais, 19,1% a mais do que em 2022.

A porcentagem representa mais 195.433 cabeças no estado, o maior em oito anos, desde 2015, quando tinham sido abatidos 1.218.785 animais.

Os dados são das Pesquisas Trimestrais da Pecuária e foram divulgados nesta quinta-feira (14).

Ainda assim, segundo o IBGE, o total de 2023 está 11,2% abaixo do recorde registrado no estado, em 2014 (1.372.695 cabeças).

Além disso, no Brasil, em 2023, o abate de bovinos também cresceu pelo segundo ano seguido, chegando a 34.060 milhões de cabeças, 13,7% a mais do que em 2022.

Abate de fêmeas

Em 2023, o abate de fêmeas apresentou alta pelo segundo ano consecutivo, com um incremento de 26,6% em comparação ao ano anterior.

O aumento da atividade foi acompanhado das exportações recordes de carne bovina in natura (2,01 milhões de toneladas), registradas pela série histórica da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), e pela queda de 19,8% no preço médio da arroba (Cepea/Esalq).

Mato Grosso continua líder no abate de bovinos em 2023, com 17,4% de participação nacional.

A Bahia teve a 11ª posição com 3,6%, um pouco acima de 2022 (3,4%).

Share This Article

Conteúdo protegido!