“Prevenir, é melhor que remediar” -  expressão antiga que ainda faz todo sentido nos dias atuais. Quando se trata de saúde, quanto mais cedo o diagnóstico, melhores as chances de tratamento e até cura. Mas, por que tantos brasileiros, assim como a população mundial, tem dificuldade de manter a prevenção dos cuidados com saúde?

Dados do último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que cerca de 73% de todas as mortes no Brasil são atribuíveis às doenças consideradas evitáveis, as chamadas doenças não transmissíveis (DNTs), como as cardiovasculares, respiratórias, diabetes, renais, dentre outras. De acordo com a lei 8.080, de 1990, a saúde é um direito fundamental do ser humano, sendo dever do Estado prover as condições indispensáveis.

A farmacêutica Lorena Souza da Silva destaca sobre a importância de uma boa prevenção. “O diagnóstico precoce de diversas patologias vai contribuir, muitas vezes, para que o paciente tenha a chance de reverter o quadro, podendo ele ser encaminhado aos profissionais especialistas e, consequentemente, direcionado ao acompanhamento adequado no intuito de deter a progressão e agravamento da doença”, ressalta.

Na avaliação da especialista, alguns motivos contribuem para dificultar a prevenção.  “Existem pessoas que têm receio de descobrir que possui alguma patologia, outras vivem uma sobrecarga do dia-a-dia e de falta de tempo, não priorizando a saúde; e tem aquelas que não têm acesso à informação e esclarecimento sobre a importância do cuidado à saúde”.

Independente de sintomas, é prioritário buscar serviço de saúde, realizar um monitoramento através dos exames e do acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, farmacêuticos, odontólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e educadores físicos para que se possa ter uma orientação adequada favorecendo a longevidade. A prática regular de exercício físico também contribui muito com a boa saúde. “Existem dois fatores importantes: o motivacional e a disciplina. A pessoa precisa acreditar que a atividade física trará um benefício para sua saúde e, por este motivo, deve incorporar a atividade na sua rotina”, conclui.  

 Entre as prioridades de saúde para 2019, a OMS destacou 10:

  1. Poluição do ar e mudanças climáticas
  2. Doenças crônicas não transmissíveis
  3. Pandemia de gripe
  4. Cenários de fragilidade e vulnerabilidade
  5. Resistência antimicrobiana
  6.  Ebola
  7. Atenção primária de saúde
  8. Relutância em vacinar
  9. Dengue
  10. HIV

Vanessa Casaes – Ascom Educa Mais Brasil


Vacina contra sarampo pode ser aplicada em adultos e crianças?

Doença é altamente contagiosa e há surto no Norte do Brasil. Na rede pública, vacina administrada é a tríplice viral: protege contra caxumba,

Comissão do Senado faz audiência pelo Dia do Orgulho Autista

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado Federal, realizou na manhã de hoje (18) uma audiência que tratou do

Adolescente de 16 anos morre de dengue em Irecê

Uma menina de 16 anos morreu de dengue, em Irecê, no norte da Bahia. O resultado confirmando a doença saiu nesta segunda-feira (17), de acordo

Saúde recebe 3 mil novas doses da vacina contra a gripe

Teixeira de Freitas: A Secretaria Municipal de Saúde de Teixeira de Freitas, recebeu do Ministério da Saúde, via Secretaria Estadual de Saúde

Imunoterapia é aposta da medicina para vencer o câncer

Nos últimos anos, os avanços da oncologia revolucionaram a forma de tratar o câncer. Em 2018, dois pesquisadores ganharam o Prêmio Nobel de

Ministério da Saúde reforça necessidade da doação de sangue

Doação voluntária é importante para manutenção dos estoques Dezesseis brasileiros em cada mil são doadores de sangue, o que representa 1,6%

Sesab diz que parto normal é orientação preferencial, mas seguirá

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) reafirmou que seguirá eventuais alterações no protocolos do Ministério da Saúde para a realização de

Cientistas criam técnica para alterar tipo de sangue para

Cientistas utilizaram enzimas de bactérias intestinais para transformar os tipos de sangue, para que não haja mais incompatibilidade entre

ANS suspende venda de 51 planos de saúde de 11 operadoras

Cinquenta e um planos de saúde de 11 operadoras tiveram a comercialização proibida a partir desta sexta-feira, 14. A decisão da Agência

Reinaugurado o Hospital Municipal de Caravelas

Caravelas: Não tem como passar despercebida a transformação do Hospital Municipal de Caravelas. Com a estrutura construída há mais de 60 anos,

Nossos Apoiadores: