Os R$ 600 serão creditados na poupança social dos trabalhadores até o próximo dia 26, mas só poderão ser sacados a partir do dia 30

A Caixa Econômica Federal vai começar a pagar nesta quarta-feira (20/05) a segunda parcela do auxílio emergencial para os brasileiros que não fazem parte do Bolsa Família e já receberam os R$ 600 em abril. O recurso, contudo, só poderá ser movimentado de forma digital nesse primeiro momento, pois o saque presencial só será liberado a partir do próximo dia 30.

Os R$ 600 serão depositados na poupança digital de mais de 30 milhões de trabalhadores entre esta quarta-feira e e o próximo dia 26. O cronograma de pagamentos considera o mês de aniversário desses brasileiros, que fazem parte do CadÚnico ou pediram o auxílio emergencial no aplicativo da Caixa. Os nascidos em janeiro e fevereiro, por exemplo, serão pagos nesta quarta; os de março e abril na quinta-feira (21/05); e assim por diante (veja o calendário completo abaixo).

A Caixa espera, portanto, creditar o benefício de cinco milhões de brasileiros por dia. Porém, lembra que esse recurso só poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem até pelo menos o próximo dia 30. É que, para evitar aglomerações nas agências, o governo só vai liberar os saques presenciais dos R$ 600 para esse grupo de trabalhadores depois que concluir o pagamento deste mês do Bolsa Família, que vai até o próximo dia 29.

Presidente da Caixa, Pedro Guimarães explicou que muitos desses brasileiros não tinham conta no banco antes da pandemia da covid-19. Por isso, precisam de um atendimento especial na hora do saque e poderiam, portanto, contribuir com a formação de filas nas agências bancárias caso fossem atendidos ao mesmo tempo dos segurados do Bolsa Família.

"Parte sensível desse grupo é formado por pessoas com pouco conhecimento e treinamento, que estão tendo pela primeira vez uma conta digital. Por isso, separamos os grupos e esperamos que a redução sensível das filas, que já vimos ontem e hoje, continuará", afirmou.

Para evitar a formação de novas filas nas agências, a Caixa também vai bloquear a opção da transferência dos R$ 600 da poupança social para outra conta bancária até o dia do saque presencial. Afinal, no mês passado, muitos brasileiros aproveitaram essa opção para transferir os R$ 600 para outra conta da Caixa e, assim, fazer o saque antes do cronograma estabelecido pelo governo - manobra que, segundo a Caixa, contribuiu com a formação de aglomerações nas agências. "Não poderá ser feito nem DOC, nem transferência interbancária, exatamente porque a transferência significaria filas de maneira desordenada, que é o que a gente quer evitar", disse o presidente do banco.

Guimarães lembrou, por sua vez, que esses brasileiros não precisam esperar o fim do mês para usar os R$ 600, caso consigam utilizar o Caixa Tem. Afinal, o aplicativo permite o pagamento de contas e também a realização de compras em débitos em mais de mil sites de alimentos, remédios e vestuário. Só a opção de transferir o dinheiro estará bloqueada no aplicativo, para evitar que os brasileiros transferissem os R$ 600 para outra conta da Caixa e fossem ao banco sacar o dinheiro antes do cronograma estabelecido pelo governo. "O dinheiro já estará na conta a partir desta quarta-feira e poderá ser utilizado pelo Caixa Tem", afirmou o presidente da Caixa.

Veja como será o pagamento da segunda parcela dos R$ 600 para quem não é do Bolsa Família:

Esses trabalhadores vão receber os R$ 600 primeiro na poupança social da Caixa, que pode ser acessada pelo aplicativo Caixa Tem através do CPF do trabalhador. Veja as datas do depósito:

20 de maio (quarta-feira): nascidos em janeiro e fevereiro

21 de maio (quinta-feira): nascidos em março e abril

22 de maio (sexta-feira): nascidos em maio e junho

23 de maio (sábado): nascidos em julho e agosto

25 de maio (segunda-feira): nascidos em setembro e outubro

26 de maio (terça-feira): nascidos em novembro e dezembro

Já os saques e a transferência dos R$ 600 só serão liberados depois do dia 30, de acordo com o seguinte calendário:

30 de maio (sábado): nascidos em janeiro

1º de junho (segunda-feira): nascidos em fevereiro

2 de junho (terça-feira): nascidos em março

3 de junho (quarta-feira): nascidos em abril

4 de junho (quinta-feira): nascidos em maio

5 de junho (sexta-feira): nascidos em junho

6 de junho (sábado): nascidos em julho

8 de junho (segunda-feira): nascidos em agosto

9 de junho (terça-feira): nascidos em setembro

10 de junho (quarta-feira): nascidos em outubro

12 de junho (sexta-feira): nascidos em novembro

13 de junho (sábado): nascidos em dezembro   

Fonte: Correio Braziliense

Toque de Recolher: Comércio varejista e serviços não essenciais

Teixeira de Freitas: Cumprindo determinação do Governo do Estado da Bahia, o Governo Municipal de Teixeira de Freitas emitiu, nesta terça-feira,

Teixeira e cidades do extremo sul terão toque de recolher a partir

Teixeira de Freitas: As cidades do extremo sul da Bahia – Alcobaça, Belmonte, Caravelas, Eunápolis, Guaratinga, Ibirapuã, Itabela, Itagimirim,

Morre aos 94 anos ex-prefeito de Santa Cruz Cabrália

Morreu na madrugada desta terça-feira (02), aos 94 anos, o ex-prefeito de Santa Cruz Cabrália Filogônio Santos de Alcântara, o Filó. Segundo

Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para empréstimos

Em vigor desde abril para parte dos trabalhadores que aderiram à modalidade, o saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)

Nova parcela do vale-alimentação estudantil será paga dia 8 de

Mais uma vez, os 800 mil alunos da rede estadual de ensino vão ter direito ao auxílio de R$ 55 do vale-alimentação. O governador Rui Costa fez

Vereador Adriano Souza e moradores comemoram um ano do Chafariz

Teixeira de Freitas: Inaugurado no dia 28 de maio de 2019, o Chafariz comunitário do Bairro Santa Rita é fruto da proposição legislativa do

Mourão assume comitê do Fundo Amazônia no lugar de Salles

Decisão de troca foi tomada após reunido do vice-presidente com embaixadores de Alemanha e Noruega, principais doadores do órgão O

Bolsonaro diz que auxílio emergencial deverá ter quarta parcela

Novo valor está em discussão no governo O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (28) que o governo deve propor uma quarta parcela

Câmara dos Deputados aprova 'Lei Aldir Blanc' para setor cultural

O projeto de Lei de Emergência Cultural prevê R$ 3,6 bilhões da União para estados, municípios e Distrito Federal Foi aprovada pela Câmara

Auxílio: Governo pode reavaliar cadastros para liberar a 2º parcela

Alguns trabalhadores reclamam que ainda não receberam a segunda parcela dos R$ 600 porque estão em reanálise cadastral A Caixa Econômica

Nossos Apoiadores: